Plano de Aula - Diversidade Interdisciplinar

12 de abril de 2013 3 Deixe o seu comentário!

TEMA: Diversidade-Abordaremos de modo interdisciplinar as seguintes disciplinas: História, Geografia, Língua Portuguesa, Ciências Naturais, Matemática e Artes.

ASSUNTO: Estudaremos os diversos tipos de preconceito existente em nossa sociedade, os motivos que levam as pessoas a essas atitudes. Perceber nossas diferenças físicas e de temperamento, como respeitá-las e tolerá-las.

INTRODUÇÃO: Somos pessoas com história de vida diferentes, e características próprias de cada um e as ações que valorizem essas diferentes devem fazer parte de nosso dia a dia. Sabendo das diferenças presentes na sala de aula e na sociedade, diversas diferenças são observadas entre os humanos, principalmente quando comparamos comportamentos distintos, além das diferenças relacionadas à pigmentação da pele e olhos, entre outras características físicas visíveis. Os alunos precisam repudiar todo e qualquer tipo de preconceito.

OBJETIVOS

 Conhecer a diversidade existente em sala e na comunidade, valorizá-las e respeitá-las;
 Recusar a discriminação baseada nas diferenças físicas e de cor, raça, religião;
 Tratar com apreço as qualidades da própria cultura, buscando construir atitudes de tolerância e respeito, consigo e com os outros;
 Valorizar a convivência pacífica frente a essas diferenças;
 Observar e valorizar as diferenças que enriquecem o grupo;
 Descrever a própria imagem, percebendo características físicas como a cor do cabelo, da pele, altura, peso;
 Melhorar a auto-estima através do apreço por suas qualidades.

RECURSOS DIDÁTICOS

- Leitura e interpretação de textos; - Música com violão;
- Pesquisa na carteirinha de vacinação e certidão de nascimento;
- Quadro e giz;
- Metro e balança para verificar medidas;
- Livro didático;
- Espelho.

 AVALIAÇÃO 

Através da constante observação durante a aula, será considerado o empenho do aluno em participar das atividades e suas atitudes de reconhecimento da importância da diversidade entre a turma. Atividades de textos com erros ortográficos para correção feita pelos alunos. Construção de autobiografia.

ORGANIZAÇÃO DA SALA: A turma será sempre dividida em duplas sorteadas aleatoriamente através de pares de cores, proporcionando oportunidades para os alunos praticarem a tolerância no trabalho em equipe. Finalmente os alunos serão dispostos em um circulo para formar uma roda de conversa.

INTERVENÇÃO 
DESENVOLVIMENTO DA AULA 1

Iniciar a aula contando a história de um robô que morava em um lugar muito distante, ele era diferente de seus amigos e por isso muitos zombavam dele. De acordo com as características relatadas pela professora os alunos desenharão o robô. [Logo após os desenhos serão expostos na sala e todos devem observar as diferenças entre os desenhos.]

Mesmo recebendo as mesmas instruções cada robô tem suas características especiais e diferentes, como a cor, o tamanho, as formas da cabeça, dos braços, etc. Quem já sentiu mal por ser diferente? Que características você aprecia em sua aparência? Quais te incomodam?

Assim como os robôs desenhados, também possuímos características diferentes: cor da pele, peso, altura, temperamentos, sentimentos. Devemos procurar conviver com essas diferenças nos respeitando e respeitando aos outros. Imagine se fossemos todos iguais. E se o mundo fosse todo da mesma cor, amarelo, por exemplo. Seria Interessante? Ou não teria graça? Apresentar às crianças a música de Aline Barros, “Você é especial” . Existe uma música que fala que somos especiais. A música está escrita com alguns erros ortográficos. Com a ajuda de o dicionário vamos reescrever a letra da música no caderno corrigindo as palavras que contém erros. Existem algumas regras que devemos considerar na escrita de nossa língua como por exemplo. (Conversar com os alunos sobre a regra do m, n e s com som de s/z, devido a algumas trocas e omissões que eles fazem). Depois de reescrever a música vamos cantar acompanhado do violão.

Conversar com os alunos sobre suas alturas e pesos, que medidas estimam ter? Oferecer explicações no quadro sobre medidas de comprimento metro, múltiplos e submúltiplos. Medir a altura dos alunos com a ajuda de uma trena, onde cada dupla preencherá uma tabela com as informações para posterior problematização. 

Para casa: Pesquisar na carteira de vacinação e certidão de nascimento algumas informações: Data do nascimento, local do nascimento, peso e altura ao nascer.


DESENVOLVIMENTO DA AULA 2

Analisar a tarefa de casa com os dados da carteirinha e certidão de nascimento. Observar com que medida nasceu. Quanto você media ao nascer? E quanto mede hoje? Quanto você cresceu desde que nasceu até hoje? Considerando a altura que você tem, se você crescer 1 cm ao mês, quanto medirá daqui a um ano? Realizar a pesagem dos alunos para continuar a preencher a tabela. Cantar a música: Você é especial Somos diferentes em aparência e também temperamentos. Devemos fazer o possível para ter uma agradável convivência com todos. Não precisamos concordar com o que as pessoas fazem, mas devemos exercitar o respeito para com todos. Analisar o texto “Quando um não quer dois não brigam” Realizar a leitura do texto e assinalar onde perceber erros ortográficos. Do que fala o texto? Qual a sua função? É possível conviver pacificamente frente às diferenças? Na opinião da autora do texto porque a diferença não deve ser vista como um problema? É possível conviver pacificamente frente às diferenças? Como? Reescrever o texto realizando a correção das palavras contendo erros com a ajuda do dicionário. Procurar no dicionário palavras desconhecida. Fazer uma pesquisa em casa: Que qualidades seus familiares percebem em você?

DESENVOLVIMENTO DA AULA 3 

Problemas envolvendo medidas de peso e altura dos alunos. Qual é aproximadamente a metade do peso da sala? Suponha que daqui a 10 anos você esteja com 70 quilos. Quanto foi acrescentado no seu peso a partir do que tem agora? Se a nossa sala fosse realizar uma viagem em um navio onde coubessem 300 quilos, poderíamos todos entrar no navio? Como já mencionado, temos diferentes características, também temos ocupações, sonhos, realizações diversificadas. Quem é a autora da música que cantamos. Vamos realizar uma pesquisa na internet sobre sua biografia e autobiografia. Após a pesquisa vamos pegar o livro didático de Língua Português, na página 15 tem uma explicação e um exemplo de autobiografia. A partir de uma tabela com algumas informações (Anexo 6), construa sua autobiografia e um auto-retrato. Olhando em um espelho, tentando reproduzir suas principais características. Escrever uma autobiografia expondo, além de informações pesquisadas na certidão de nascimento, suas qualidades e seus sonhos. História para leitura, em uma roda de conversa, ler o texto e proporcionar um diálogo com considerações sobre nossa autobiografia e o texto. Precisamos todos fazer a mesma coisa? Somos iguais em tudo? Temos os mesmos sonhos? E as mesmas habilidades? A escola deu certo? Por quê? Qual o objetivo do texto? Que sugestão você daria para escola dos animais para que as aulas dessem certo? O que você acha de sermos diferentes uns dos outros? E se fossemos todos iguais como seria o mundo?

ANEXOS

ANEXO 1:

PRETO BRANCO AMARELO VERMELHO AZUL VERDE COR DE ROSA CINZA ROXO LARANJADO MARROM LILÁS BEGE PRETO BRANCO AMARELO VERMELHO AZUL VERDE COR DE ROSA CINZA ROXO LARANJADO MARROM LILÁS BEGE

ANEXO 2:

Você é Especial (Aline Barros)

Você e especial Não existe outro igual Deus criou você assim Diferente de min O céu cabelo, a cor de sua pele O tamanho do pé (Mas sem xulé) Altura, peso e medida Braso, perna e bariga Bem assim como e...

ANEXO 3:

Nome do Aluno 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25
Peso
Altura

ANEXO 4:

Quado um não quer dois não brigam Especulações à parte, a coisa mais fácil é transformar diferença em problema. Poderá dar mil razões humanitárias para mostrar que diferença não é problema, que deve ser respeitada, incorporada, talvez até celebrada. Começar por uma razão simples: não devemos fazer da diferença um problema porque a diferença é inevitável e ubíqua. Quero dizer, se formos criar caso por isso, passaremos a vida brigando. Convivência, entendimento, união de esforços – nada disso é fácil  mas fica mais difícil quando há antagonismo e resistência.  

http://www.digestivocultural.com/colunistas/coluna.asp?codigo=393

ANEXO 5:

Conta a lenda que vários bichos decidiram fundar uma escola. Para isso reuniram-se e começaram a escolher as disciplinas. O pássaro insistiu para que houvesse aulas de voo  O esquilo achou a subida perpendicular fundamental. E o coelho queria que a corrida fosse incluída. E assim foi feito. Incluíram tudo, mas... cometeram um grande erro. Insistiram para que todos os bichos praticassem os cursos oferecidos. O coelho foi magnífico na corrida, mas, queriam ensiná-lo a voar. Colocaram lá em cima de uma árvore e dissera: “Voa coelho, voa...”. Ele saltou lá de cima e pluft... Coitadinho! Quebrou as pernas. Acabou sem aprender a voar e já não podia mais correr. O pássaro voava como nenhum outro, mas fizeram-no cavar buracos feito uma toupeira. Quebrou o bico e as asas e depois não conseguia voar...

ANEXO 6:

Auto Retrato

Informação geral
Nome completo
Apelido
Data de nascimento
Origem
País
Preferências Musicais
Sonhos
Ocupações
Hoobye
Afiliações
Outras informações



3 Deixe o seu comentário!:

  • Valdete Cantu disse...

    Olá amiga toninha!Estava pesquisando uma aula com musica e aqui cheguei.
    A mesma musica que estou trabalhando com minhas crianças.Você é especial
    Parabéns pela aula.
    Estou levando suas sugestões,espero que não se importe.
    Um grande abraço.
    Valdete Cantu.

 

©Copyright 2012 - Todos os Direitos Reservados - EDUCAR - O primeiro passo | Design By Arte e Design